20 de janeiro de 2017
servos da terra

  • Categorias
  • Palavras-chave
19 de janeiro de 2017
servos da terra

“O tempo que tu estás vivendo pode ser de alegria ou de sofrimento e, como já sabes que nada dura para sempre, saibas, então, igualmente, que existe um propósito em tudo que te esteja acontecendo. Não digo isto para que tu possas te conformar, resignar-te, como se em relação ao que te acontece nada mais tivesses a fazer. Digo-te isto para que não percas a tua paz, afinal, não podes dizer de nenhuma situação ‘tanto faz’, nem viver somente em função do que te apraz. Existem plantações que precisam de podagens para que possam crescer mais fortes. É preciso que também experimentes certos limites para que percebas o valor do que tu tens no teu presente. Que nada tire a tua paz, que nada inquiete o teu coração. Quer estejas alegre, quer estejas triste, no bem persiste, não desistas. Afinal de contas, existem coisas de que nem valeria a pena fazer tanta conta. Que nada tire a tua paz, que nada perturbe o teu coração. Em tudo, existe um propósito, uma razão de ser para que possas guardar, de tudo o que te ocorre, uma lição. No tempo que te for favorável, no tempo propício, a mudança acontecerá. Se tiveres persistido na confiança e na fidelidade, haverás de triunfar; no final, o bem, então, triunfará. A Verdade, com seu esplendor, a todos, a ti inclusive, iluminará. Nada tenhas, portanto, a temer. Se Deus estiver contigo, o que haverás de recear?” (Pe. Airton Freire)

  • Categorias
  • Palavras-chave
19 de janeiro de 2017
servos da terra

“Lembra: não vieste a este mundo administrar coisas, mas para, por meio das coisas, realizar um projeto de forma consequente. Procura viver com equilíbrio. Não te digo viver com perfeição, pois a via perfeita existe no ideal de quem busca, mas administrando o que existe e o que ainda está em vias de vir a ser. Dizemos, então, que vivemos entre o já e o ainda não. Isso traz consigo uma cota de tensão. O ideal existe enquanto meta a ser alcançada, mas o real com que vivemos, com este real, afinal de contas, é que teremos de contar. Todavia, se disso não fazes conta e aumentas mais as tuas contas, essas de que nem queres mais falar, afinal de contas, com o que há de se contar? Considera isto que te digo: o que conta, senão a tua vida, tua realização, na superação de teus limites? Pois plenitude somente em Deus, um dia, na Consumação. Não é uma proposta inválida, inútil, a que estou te fazendo: administra-te e administrarás os acontecimentos, no teu cotidiano, à proporção que eles forem acontecendo. Contudo, lembra-te do que te disse anteriormente: traça um sentido para viver. Depois, vive com simplicidade. Não busques, em nada, ser dono da verdade, pois a Verdade é uma só pessoa: Cristo Jesus, felizmente.” (Pe. Airton Freire)

  • Categorias
  • Palavras-chave
Páginas: 123456... 1013»

Multimídia Terra

Vídeo Doação sem Dor (30 segs. 2015)

04/12/2015

Contribuintes pessoa física e jurídica podem destinar parte do seu Imposto de Renda aos projetos da Fundação Terra.

Instagram @fundacaoterra
Visitas