26 de janeiro de 2017
servos da terra

“Se tu sofres atualmente em razão de algumas demoras; se tarda em acontecer o que essencial seria para se viver; se tens a impressão, por vezes, de que caminhas em círculos e o melhor de tua vida não vês efetivar-se para a alegria do teu ser. Se tu sofres em razão do que desejas e não vês realizado; se, malgrado todo o teu empenho em conseguir, os resultados ficam aquém do desejado; se as tuas forças começam a ser minadas; se tua alma sente-se, por isso, desolada, eu teria a te dizer: aproveita, no tempo da espera, que algumas instâncias de tua alma sejam trabalhadas, como a paciência, firmeza e calma, a fim de que, em vindo a acontecer o que almejas, haja em ti o que possibilite que ali permaneça. Pois, de que te adiantaria ter se, acontecendo, viesses novamente a perder? O que resta em ti a ser resolvido impossibilita que o novo possa contigo conviver. Cuidando do ter e descuidando do ser irias te perder. Pois, tendo e não sendo não administrarias situações de conflitos, tensões tão permanentes em todo o relacionamento. Se tu não souberes bem administrar limites e potencialidades, não saberás o que fazer quando o novo à tua porta vier visitar e desejar ficar. Haverias de estragar esse evento, por não saberes exatamente o que dele fazer. Aprimora-te, primeiramente, quanto aos teus limites, nos pontos em que tu és falho, para que em vindo ter ou o esperado vindo a acontecer, tenhas condições de manter e caminhar com ele lado a lado. Do contrário, o novo virá e passará e vai procurar paragens, ancoragens, onde haja quem possa acolhê-lo com condições de cultivá-lo. Se a espera se apresenta demasiadamente longa, se o que desejas não vês realizado, esse tempo te é dado para que trabalhes algumas questões e não percas esta oportunidade.” (Padre Airton)

🇺🇸”If you suffer at present because of delays; if some essential element of your life is missing and long to come; if you have the impression occasionally that you are walking in circles and you can’t rejoice at seeing the best of results happening in your life; if you suffer because your wishes have not come true; if in spite of all your efforts the results are far from reaching your expectations; if your strength is beginning to decrease and on account of this your soul feels forlorn, I dare say to you: make the most of this time of waiting so that some areas of your soul may be tilled, such as patience, firmness and calm; so that when your wishes do come true you may welcome what has come and make it possible to remain. In fact, would it be meaningful to obtain something and once again loose it? What needs to be solved within you is a hindrance to any novelty. While aiming at having instead of being you run the risk of getting lost. Since when you have but are not, you are unable to deal with conflicts and tensions which are always permanent in any relationship. Unless you learn to deal with limits and potential, you will not know what to do when new opportunities knock at your door wanting to stay with you. You would probably spoil the opportunity since you wouldn’t know what to do with it. Improve, firstly, wherever you feel a limitation, work on those aspects where you are faulty, so that when you eventually obtain what you long for, you may have built up conditions to receive  this novelty and walk side by side with it. Unless you do this, the opportunity will pass and will look for other places to thrive and grow its roots; where there may be people who welcome it and cultivate it. If waiting appears to be too long, if your wishes don’t come true, this time is given to you in order to work on some issues within yourself and so that you no longer loose an opportunity.” (Father Airton)

4 de janeiro de 2017
servos da terra

4 de janeiro de 2017
servos da terra

“Tu vives o espaço compreendido entre o já e o ainda não, ou seja: tu vives no exato momento um estado tensional entre o antigo – que ainda traz consigo os restos do que ainda é – e um novo tempo, que já antecipa os sinais de sua chegada. Tu vives, então, um estado de tensão entre o novo que bate à porta e o que ainda resta antes de o novo, em definitivo, chegar. Prepara-te, pois, para que o novo não tarde; vê que em ti arde, intensamente, o coração, pela certeza de que está às portas o que virá como breve acontecimento.” (Padre Airton)

“You live in a space between two margins, that which has already come to be, and that which has not yet come to pass. In other words: at this very moment, you live in a tensional state between what is old – and bears the remains of what’s still going on – and a new time, which already precedes the signs of its coming. So you actually live in a state of permanent tension between what is new, knocking at your door, and what still remains before the novelty arrives. Hence, get ready, so that the novelty won’t be late; notice that your heart is ablaze with the certainty of what is getting close, an event due to arrive quite shortly.” (Father Airton)

Páginas: 12345... 15»

Multimídia Terra


Fatal error: Call to undefined function pg_connect() in /home/funda153/public_html/blog/wp-content/themes/terra_antigo/sidebar.php on line 96