14 de maio de 2017
servos da terra

A matern(idade) é um espaco integrante das
pulsões afetivas do infante
Que chega a este mundo num estado de inacabamento.

A mãe cria, recria, localiza o filho, a filha em seu em específico lugar na constelação familiar.
É a mãe que apresenta o pai ao filho, sem o que ele tão só teria a soçobrar.

Mãe, mais que uma função, é um lugar.
Estrutura o que dela nasceu dependente,
Marca-o com o desejo e faz dele gente.

A matern(idade), de tão jovem quanto antiga,
Não tem idade.
Exercício constante traduzido em ato.
Com a mãe veio a human(idade).

Em seu estado de ser constante e vigilante,
Mãe é figura cativante.

Felizes os que se (re)conheceram na vida que dela receberam.

Feliz todo o dia, num sempre novo dia,
Mais que tão somente um dia,
Feliz Dia das Mães.

Em 13 de maio de 2012.

26 de dezembro de 2016
servos da terra

24 de dezembro de 2016
servos da terra

Uma certeza nos anima e uma esperança nos leva adianta: o amor pelos pobres dessa terra nos aproxima de Deus e faz nosso trabalho ser constante.
Assim como para Jesus fez sentido nascer pobre na periferia de Belém, encontramos o sentido de viver na doação inteira aos mais amados de Deus.
A ação de Jesus entre os pequenos incentiva a nossa vida.
Somos felizes à medida que servimos.
Nós somos o que fazemos.
Nosso testemunho vem da forma como vivemos.
Somos fortes em Deus, mesmo quando estamos fracos.
Nesse Natal, eu te faço um pedido: pensa em Jesus, criança pobre que nasceu na periferia de Belém e continua conosco por todo o próximo ano.
Muitos, nessa também periferia de Arcoverde e Maracanaú, dependem de tua ação, de tua doação.
Feliz Natal, nós te desejamos, para ontem, para hoje, para sempre.
Deste seu irmão e servo,
In Christo
Padre Airton

Páginas: 123456

Multimídia Terra


Fatal error: Call to undefined function pg_connect() in /home/funda153/public_html/blog/wp-content/themes/terra_antigo/sidebar.php on line 96