27 de março de 2017
servos da terra

“De pronto, como um servo às ordem de seu Senhor, eu estarei à tua porta, aguardando teu chamado, teu envio. Como quem faz das noites vigílias e, dos dias, momentos de expectação, eu busco a ti. Como quem, reunindo esforço, vai tentando decifragem nos sinais que dás no tempo, eu busco ler os teus sinais. Como quem busca matar a sede, aplacar o ardor dos dias de verão, eu busco, em tua fonte, o refrigério de que tanto necessito. Pois, se por amar-te, eu me tornasse de mim próprio esquecido, eu não hesitaria em me tornar, por ti, enlouquecido, e que, somente em ti, eu teria paz, abrigo.” (Pe. Airton)

27 de março de 2017
servos da terra

26 de março de 2017
servos da terra

“Eu confio na grandeza do Senhor. Eu confio que Ele não me criou para a dor, embora passar pela dor seja o preço a se pagar por amá-lo com tanto ardor. Que o Senhor me conceda a graça de, através dos anos, eu não me tornar embrutecido. Que eu não me sinta, por Ele, jamais desprotegido. Que o Senhor me ampare na queda. Que o Senhor me levante se eu estiver caído. E assim meu coração por Ele formado saberá compreender melhor os perseguidos, os desvalidos, os largados, os esquecidos. Que o meu Senhor cure as minhas feridas e dê paz ao meu coração. Essa é a graça que eu pedirei ao Senhor. A graça de acreditar nesse bem que Ele me deu: a sua filiação. Eu ressuscitarei. Para esse dia é que eu vivo, é que eu tenho vivido e que ainda viverei. Eu ressuscitarei como ressuscitou o meu Senhor. Eu ressuscitarei porque a ressuscitação é obra do meu primeiro amor, do meu grande amor, do maior amor de minha vida. Eu ressuscitarei porque vive o Ressuscitado.” (Pe. Airton)

Páginas: 12345... 1044»

Multimídia Terra


Fatal error: Call to undefined function pg_connect() in /home/funda153/public_html/blog/wp-content/themes/terra_antigo/sidebar.php on line 96